Novo logo: Pão de Açúcar

Aloha!

Juro que me segurei para não postar sobre esse logo. Eu juro! Até porque, o LOGOBR só publica alguma coisa que já tenha sido publicada se tiver mais informações. Então recebi do nosso querido colaborador Diego Castro o link para o site do CCSP falando do projeto com mais dados do que eu tinha lido a respeito. Daí não teve jeito, me rendi!

pao_acucar_logo_antigoLogo antigo

Segundo o sr. José Roberto Tambasco, vice-presidente executivo do Grupo Pão de Açúcar:

Em sessenta anos de história, esta é a sexta vez que mudamos a logomarca da rede Pão de Açúcar. Essa atitude mostra nosso compromisso com as mudanças e tendências de comportamento e as adequações que temos que fazer ao longo dos anos para melhor atender e responder as mudanças e expectativas dos nossos consumidores. A nova logomarca traduz essa atitude da marca cuja vocação é a inovação.

Dei uma vasculhada na web pra tentar achar os outros logos pra postar aqui mas não encontrei. Se alguém tiver para nos mandar, seria supimpa! 😉

Esse é o novo logo:

pao_de_acucar_logo

Segundo o Grupo, o logo brilhante remete a transparência da companhia e do frescor dos alimentos. As formas arredondadas são para conferirem calor humano. O traço contínuo foi inspirado na imagem do infinito (!!!).

O projeto começou a dois anos, com estudos e análises envolvendo muitas empresas (Ibope, Research International, FutureBrand BC&H e PA Publicidade) que começaram os trabalhos a partir dos consumidores.

O diagnóstico teve início há dois anos. Com base nos primeiros resultados, intensificamos os estudos e propostas, com pesquisas qualitativas, quantitativas e análise semiótica da marca em várias cidades brasileiras”, explica Fabiano Ferreira, diretor de marketing do Grupo.

Segundo meu brother Rodrigo do Collecta, as lojas sofreram mudanças antes do lançamento do logo (que é quinta-feira agora, dia 16). E inclusive, peças publicitárias já estão prontas, feitas pela PA Publicidade (a agência não tem site pois é a house-agency do Grupo Pão de Açúcar. Informação direta do nosso colaborador Rodrigo Monteiro. Valeu querido!):

peca_pao_de_acucar1

peca_pao_de_acucar2

peca_pao_de_acucar3

Bem bunitinhas as peças, não? Ao todo foram investidos 3,3 milhões de reais para o projeto do novo logo, filmes, PDVs, fachadas e troca de materiais na lojas e a campanha chamada “Uma Nova Marca. O Mesmo Pão de Açúcar.”

Meus comentários

Pela tradição (se assim posso falar) que o grupo tem de sempre atualizar suas identidades, acho que foi um bom momento para essa mudança. E antes que alguem fale que criticar é fácil e outras coisas, quero deixar explícito que gosto da idéia, acho que apesar do pesares, o logo vai dar certo. Só creio que poderia dar mais certo se tivesse tido alguns cuidados a mais.

A começar pela tipografia. Acho que tem um trabalho no kerning (ou falta dele) duvidoso. Talvez confiaram no kerning nativo da fonte. Não que eu seja um ás na tipografia, até porque não sou, mas o conhecimento disso por parte de um designer é fundamental para seus trabalhos.  Usaram um tipo itálico mas, creio que não seja só impressão minha, parece que todo o nome “Pão de Açúcar” está torto de alguma maneira. Como sempre digo, um projeto como esse com um cliente como esse (tamanho e grana) é muito mais seguro e profissional que se faça um projeto tipográfico exclusivo. Como já comentei anteriormente, o Brasil está cheio de typedesigners cheios de talento e conhecimento técnico para projetar uma fonte exclusiva. Fontes vão além das palavras que representam. Suas formas comunicam também.

pao_de_acucar_LETRAS

“Mas Daniel, não queremos nem precisamos de um tipo exclusivo.”

Perfeito. Então sai a procura de tipos de qualidade. Tem fonte gratuita que é mais alinhada do que essa usada (e tem mesmo!). Existem fontes ótimas, famílias inteiras ávidas para serem usadas com bom gosto num grande projeto como esse. Basta procurar. Esse, a meu ver, é uma das falhas mais gritantes no projeto.

Quanto ao signo achei interessante. Tirando essa história de “imagem do infinito”, “calor humano” e etc., gostei do desenho. As formas são modernas e revigorantes sem deixar de remeter ao signo mor da companhia e que dá nome à empresa. Com certeza, são formas mais orgânicas e que despertam maior afinidade com o consumidor. Porém, o que não me agrada é o gradiente e as “luzes”. Depois de um tempo estudando sobre cores, estou mais certo ainda de que gradientes não funcionam tão bem em design de logos por um simples fato: aplicabilidade. Como ficará esse logo em grayscale ou em fundo preto?

pao_de_acucar_SIGNO

Levanto essa questão por sentir que a onda dos “logos web 2.0” estão invadindo identidades visuais de grande empresas. Estou certo que se ouvesse um bom estudo e trabalho de cores com seus tons e matizes o projeto poderia carregar o “significado” de “alimentos frescos” do mesmo jeito, sem comprometer sua aplicação em outras mídias. Talves muitos designers e agências/estudios estão ligados as “tendências”. Particularmente, acho bacana isso, até já publicamos a tradução exclusiva de um dos artigos sobre tendência do Bill Gardner, porém, creio eu que tendências devem ser conhecidas, estudadas e até dominadas, porém segui-las em projetos de identidadews visuais, que devem ter anos e anos de durabilidade é um caminho um tanto quanto perigoso. Isso pode levar o logo e ficar ultrapassado repentinamente, mais rápido do que deveria. E definitivamente a ultima coisa que uma empresa quer atrelada a sua marca é “algo ultrapassado” (claro que existem algumas exceções). Talvez eu esteja errado e um dia mude a forma de pensar um trabalho como esse, não costumo dizer “dessa água não beberei”, é perigo! Quem sabe esse logo não vai dar certo e durar anos (apesar das tendências). 😀

Quanto a tamanhos reduzidos, creio que estando esses pontos melhorados, poderia ter um resultado melhor. E caso não tivesse, talvez fosse necessário repensar o logo.

Contudo, existem outras variantes em um projeto que nós, consumidores que vemos somente o resultado, não conhecemos. Existem clientes prepotentes, diretores de marketing que acham que são designers ou que Design Gráfico é fácil (vide caso do logo da Azul), prazos ridiculamente curtos (que não foi esse caso, posto que o próprio Fabiano Ferreira disse que o projeto começou há dois anos) e outras intempéries que podem fazer com que boas idéias não se transformem em bons projetos.

Algo comentado no nosso Twitter também é o caso de haver algumas “versões” do logotipo. Algo como um para web, outro com cores solidas para papelaria e etc., porém acho isso um tiro no pé e creio que sai um pouco da idéia do que é o branding e do lance de impregnar a marca na mente do consumidor.

Como disse anteriormente, a idéia é bacana. Na minha humilde opinião, se fossem acertados esses pontos citados, seria um projeto maravilhoso, até porque gosto das lojas do Pão de Açúcar, gostava dos comerciais “O que faz você feliz” e do conceito dessa campanha.

Agora, antes de encerrar, quero deixar três perguntas para esquentarmos os comentários:

1- Se o logo foi refeito e uma nova campanha está sendo lançada, por que foram feitas peças com o slogan da campanha antiga (“Lugar de gente feliz”)?

2- E o que vai acontecer com o logo do Pão de Açúcar Delivery?

3- E ai, o que acham do projeto?

____________________________________________________________

Update 30 de julho de 2009

Mais um artigo do LOGOBR é enriquecido por meio dos nossos  (visitantes que chamamos de) colaboradores. O Rodrigo do Collecta, tirou fotos de uma sacola plastica e outra reciclável que já receberam o novo logo do Pão Açúcar. Estão aplicadas em preto, o gradiente sumiu e o logo está centralizado com o nome (algo observado por um comentário abaixo). O que acham da aplicação?

pda1

pda2